quarta-feira, maio 19, 2004

 
O sol dança sob as águas do atlântico ...



sábado, maio 01, 2004

 
A espuma do mar ...



 
Mais um dia desesperado em busca da salvação
olhei de frente felicidadade
fiz de novo uma amizade
e mais uma vez, nem sequer fiquei onde parti

A solidão que trago comigo
não é fruto de uma espera
trata-se de uma certeza que não sei se vou sentir
a certeza de amar de novo
aquela que me deixa em transe

E mais uma vez,
não sonhando
a vida foge nos dedos que tento fechar
por forma a que nunca sinta o peso
de não ter o amor que me deseja
muito menos o Amor que sinto por ti

Sempre e agora contigo
Eu estarei sem te lesar
e para sempre irei ficar
se um dia o teu desejo assim for
e eu mais uma vez
ponho meu braço
perto do teu
de maneira que nossa pele se toca
e eu olhe para ti
como jamais olhei uma pessoa
com os olhos do desejo

Mas também com os olhos do coração
que sabem procurar a parte perdida
por entre o olhar e o sentir
forma essa que se manifesta
como a sensação do Amor no interior
do Amor que tenho para te devolver

Vou recordar o teu tocar ...
Vou sonhar com o teu sentir ...