sexta-feira, dezembro 31, 2004

 
Não podia deixar o ano acabar sem dizer umas palavras. Venho despedir-me de coisas que já não me pertencem e venho também saudar as novas coisas que consigo ver de onde estou. Sem querer, começo a utilizar as metáforas à bruta. Não que tenha um gosto especial por elas, simplesmente torna mais fácil a escrita.
Os últimos dias que estive em casa serviram para ganhar fôlego para os desafios que se avizinham. No entanto, a palavra que melhor se ajusta a estes dias, é sem margem para dúvidas - reencontro! Tive surpresas que nunca esperei ter, tive conversas que não esperava fazer, reencontrei pessoas que não via faz muito tempo, reencontrei pessoas que já não sei quem são, reencontrei amigos que sei quem são, mas já não são meus! Resumindo, reencontrei-me com muito do que a minha vida é feita. Pena e pânico tenho, quando sinto que me esqueço de um só detalhe que seja. No fundo, são todos estes detalhes - pequenos - que me trazem o fôlego que preciso. Só hoje percebi isto!

Comments:
Encontrei-te amigo!
 
Enviar um comentário

<< Home